Liberdade

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Aqui nesta praia onde
Não há nenhum vestígio de impureza,
Aqui onde há somente
Ondas tombando ininterruptamente,
Puro espaço e lúcida unidade,
Aqui o tempo apaixonadamente
Encontra a própria liberdade.

Sofia de Mello Breyner Andersen

2 comentários:

O Micróbio II disse...

Sophia fica sempre bem seja qual for a altura que se festeje!

Pedro Bastos disse...

Este blog está morto. Só ele(s) é que ainda não sabe(m).